Quarta, 01 de Dezembro de 2021
°

-

Câmara dos Deputados Câmara dos Deputados

Comissão aprova margem de preferência a produtos orgânicos em licitações

Gustavo Sales/Câmara dos Deputados Luis Miranda: modelo produz condições de trabalho mais dignas A Comissão de Finanças e Tributação da Câmara do...

15/10/2021 às 13h41
Por: Redação Fonte: Agência Câmara de Notícias
Compartilhe:
Luis Miranda: modelo produz condições de trabalho mais dignas - (Foto: Gustavo Sales/Câmara dos Deputados)
Luis Miranda: modelo produz condições de trabalho mais dignas - (Foto: Gustavo Sales/Câmara dos Deputados)

A Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 4430/19, do deputado Zé Vitor (PL-MG), que permite dar margem de preferência a produtos orgânicos em licitações. Para isso, os produtos devem estar certificados conforme a Lei dos Orgânicos.

O texto foi aprovado com emenda do relator, deputado Luis Miranda (DEM-DF), que incluiu o dispositivo na nova Lei de Licitações e Contratos Administrativos. Atualmente, a legislação permite a margem de preferência em licitações apenas para:
- bens manufaturados e serviços nacionais que atendam a normas técnicas brasileiras;
- bens reciclados, recicláveis ou biodegradáveis, conforme regulamento.

Luis Miranda defendeu a aprovação da proposta por considerar que a agricultura orgânica oferece benefícios ambientais e à saúde humana. "O sistema produtivo também é capaz de promover condições de trabalho e de renda no campo mais dignas, sobretudo para a agricultura familiar", argumentou.

Tramitação
A proposta, que tramita em caráter conclusivo, já foi aprovada anteriormente pela Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural e ainda deve ser analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias