Domingo, 19 de Setembro de 2021 06:40
9.9198.5960
Esportes Mato Grosso do Sul

Governo do Estado e Prefeitura preparam carreata para o bicampeão paralímpico Yeltsin Jacques

As duas medalhas de ouro conquistadas pelo sul-mato-grossense Yeltsin Ortega Jacques na Paralimpíada de Tóquio-2020 serão comemoradas com carreata ...

08/09/2021 08h00
Por: Redação Fonte: Secom Mato Grosso do Sul
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

As duas medalhas de ouro conquistadas pelo sul-mato-grossense Yeltsin Ortega Jacques na Paralimpíada de Tóquio-2020 serão comemoradas com carreata pelas ruas de Campo Grande, nesta quarta-feira (8). A ação é promovida pelo Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, por meio da Fundação de Desporto e Lazer (Fundesporte), e Prefeitura de Campo Grande, via Fundação Municipal de Esportes (Funesp).

O meio-fundista desembarca nesta terça-feira (7), às 23h50, no aeroporto internacional da Cidade Morena, sua terra natal e onde vive até hoje. A comemoração começará às 9h, com saída no Horto Florestal, na Avenida Ernesto Geisel. O percurso segue a rua 26 de Agosto, travessa José Bacha, ruas Sete de Setembro, 14 de julho, Marechal Rondon, 13 de maio e avenida Afonso Pena.

A primeira parada será na Prefeitura, onde terá encontro com o prefeito Marquinhos Trad, por volta das 10h. Posteriormente, a procissão de veículos chegará na Governadoria, no Parque dos Poderes, às 11h. O paratleta campo-grandense será recepcionado pelo governador Reinaldo Azambuja e terá um almoço especial.

Douradinha dupla

Yeltsin foi o primeiro sul-mato-grossense a colocar medalha no peito e fez história na capital japonesa, com dois recordes quebrados. O contemplado pelo Bolsa Atleta, programa do Governo do Estado, administrado pela Fundesporte, garantiu o primeiro ouro do Brasil no paratletismo e o seu primeiro em Jogos Paralímpicos.

O paratleta de Campo Grande venceu com larga vantagem os 5.000 metros rasos da classe T11 (atletas com deficiência visual, com baixa ou nenhuma visão), ao bater o tempo de 15min13s12, melhor marca das Américas e a dois segundos do recorde mundial. Detalhe: a condecoração dourada foi um presente para a Cidade Morena, já que foi obtida exatamente no dia de 122º aniversário, comemorado em 26 de agosto.

E o nome de Yeltsin estará para sempre nos livros de história que retratem o esporte paralímpico brasileiro: o sul-mato-grossense foi o responsável por conquistar a 100ª medalha de ouro do Brasil nos Jogos. O memorável ouro, seu segundo na Tóquio-2020, veio nos 1.500 metros rasos T11 e com direito a novo recorde mundial estabelecido. O fundista terminou a prova em 3min57s60 – a melhor marca do planeta era de 3min58s37, atingida pelo queniano Samwel Kimani na Paralimpíada de Londres-2012.

Guerreiro nas pistas, o campo-grandense de 29 anos ainda tentou a terceira medalha na Tóquio-2020, na maratona da classe T12. No entanto, devido ao cansaço, Yeltsin desistiu na metade da prova, quando completou 21 quilômetros pelas ruas da capital japonesa. Na competição, o corredor teve como atletas-guia Laurindo Nunes Neto e Carlos Antonio dos Santos (Bira).

Lucas Castro, Fundesporte

Foto de destaque: Wander Roberto/CPB

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
-
Atualizado às 20h00 - Fonte: Climatempo
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade do ar
% (mm) Chance de chuva
Amanhã (20/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Terça (21/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. ° Máx. °

Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias